Domingo, 22 de Abril de 2018
Ciúmes, a pedra no meio do caminho dos relacionamentos
Ciúmes, a pedra no meio do caminho dos relacionamentos
Fernanda Firmo

Sobre Fernanda Firmo
Psicóloga Clínica por amor e por acreditar no ser humano em toda sua potencialidade Formação em Terapia Sistêmica de Casal e Família, e Psicoterapia Junguiana. Atendo Crianças, Adolescentes, Adultos, Casal e Família

No meio do caminho tinha uma pedra, já diria nosso querido Carlos Drumond de Andrade, em um dos seus poemas mais famosos: “no meio do caminho”.
Quem nunca teve uma pedra chamada ciúmes, no meio do caminho de um relacionamento, que atire a primeira pedra!
Ciúmes é um sentimento presente em todos nós. Ao mesmo tempo que é tão familiar, ele pode tomar uma proporção muito grande e escapar das nossas mãos, tornando-se um problema nas relações.
Apesar de natural, quando a pessoa não sabe lidar com ele, a pedrinha se transforma em uma pedreira, no meio do caminho.
Ciúmes é uma reação despertada por uma ameaça percebida real ou imaginária de perda do parceiro ou perda do seu afeto e/ou atenção. Existem o ciúmes normal e o ciúmes patológico.
Diversos casos que atendo no consultório são de pessoas que não conseguem identificar quando o ciúme sentido por ela (e) ou seu parceiro (a) é saudável ou não.
Devemos tomar cuidado para distinguir o ciúmes normal do ciúmes patológico. O normal decorre de uma ameaça real de perda, de traição, enquanto o ciúmes patológico se baseia em evidências fictícias, ou seja, mesmo sem nenhuma ameaça real.
É quando por exemplo o ciumento se sente sempre ameaçado por um terceiro imaginário que espreita ali na esquina um plano para “roubar o que é seu”.
A realidade mental que o ciumento constrói é a de alguém que será invariavelmente deixado de lado.
Com o tempo o ciúme patológico tende a desgastar o relacionamento e fazer com que o casal se distancie. Normalmente, o comportamento do ciumento patológico, se repete em muitos outros momentos, pois, o ciúme pode ter causas que estão sendo carregadas com o indivíduo ao longo da vida.
O ciúme patológico pode afetar a relação quando está muito frequente, quando leva o ciumento a realizar atos impulsivos. O ciúme saudável traz como benefício para o relacionamento, um zelo, uma preocupação e um respeito entre o casal.
Se o ciúme existe, em sua relação, é importante identificar se ele está sendo frequente ou não, se, de alguma forma ele tem prejudicado você de ser você e se tem transformado seu parceiro (a), em uma pessoa muito controladora e possessiva.
Conversar sobre este sentimento, pode ser uma forma de tentar resolver a situação juntos, de uma maneira sensata e coerente, com diálogo e respeito. Isso fará com que a situação se esclareça, tornando a relação saudável, evitando brigas e interrogatórios desnecessários. Retirando assim está pedra do caminho de vocês.
Espero tê-los ajudado, a entender um pouco mais sobre o ciúmes, até o próximo texto.
Caso queira lê sobre algum tema específico do seu dia-a-dia, nos mande sugestão de tema.

WhatsApp de contato Acajutiba News 75 9. 8126-6052


Atualizado em 12 04 2018

Fernanda Firmo
Atualizado em 12 04 2018
Rogenis Dias
Atualizado em 13 07 2017
Ari, o iconoclasta
Atualizado em 13 07 2017
Aroldo Dias
Atualizado em 14 07 2017
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 27 usuários online - Páginas visitadas hoje: 20000