Quarta, 21 de Novembro de 2018
Saúde do Homem: a importância de cuidar melhor da saúde
Saúde do Homem: a importância de cuidar melhor da saúde
Drº Bressan Bonfim

Sobre Drº Bressan Bonfim
Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia. Pós-graduado em Gestão em Saúde Publica pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, Especialista em Bioimagem pelo Hospital São Rafael.

É comum todos os anos, nesta época, ser abordado como tema da campanha do Novembro Azul, o câncer de próstata. Porém, a saúde do homem é muito mais que isso.
Temas como ejaculação precoce, impotência e infertilidade passam sem ter o seu debate aprofundado. Neste texto, vamos abordar ejaculação precoce e impotência. Que são assuntos
corriqueiros nos consultórios porém não nas discussões da mídia.
Por impotência sexual entende-se 50% de tentativas de ter uma relação sexual sem sucesso. É a chamada “meia bomba” que não é suficiente para levar a penetração pois o pênis
não consegue um grau de rigidez suficiente para a introdução. Afeta principalmente homens entre 50 a 80 anos e pode levar a problemas psicológicos como depressão. As causas são diversas: alcoolismo, tabagismo, diabetes, alguns medicamentos, depressão, estresse entre outros. O tratamento passa por uma avaliação médica com o objetivo de avaliar qualquer distúrbio circulatório que impeça o acúmulo de sangue no pênis. Podem ser usados medicamentos ou chás medicinais mas sempre sob orientação médica porque estes fármacos podem afetar pacientes que tenham risco de infarto e muitas vezes pode levar a morte durante o coito.
Um fenômeno interessante tem acontecido recentemente com o advento de medicação para impotência é a disfunção erétil em jovens. Eles começam a fazer uso desses fármacos com o intuito de melhorar o seu desempenho sexual. Esse uso indiscriminado da medicação pode levar a disfunção erétil já em adolescentes e adultos jovens.
Sobre a ejaculação precoce, ela ocorre quando o homem ejacula antes ou nos primeiros segundos após a penetração. Ocorre mais frequentemente em adolescentes devido a grande quantidade de hormônios sexuais que os tornam mais excitáveis e tendem a se
resolver com o tempo. Quando ocorre em adultos, normalmente está associado a ansiedade.
O tratamento consiste em técnicas de fisioterapia que conseguem prolongar a relação, medicamentos anestésicos que diminuem a sensibilidade do pênis e normalmente são colocados em preservativos para ação prolongada ou medicamentos orais para a ansiedade.
Há muitos mais temas que abordam a saúde do homem e não apenas a próstata.
Afinal, são indivíduos completos e precisam ser avaliados como um todo porque um problema de saúde pode levar a outro e a prevenção é sempre o melhor remédio.

Atualizado em 13 11 2018

Drº Bressan Bonfim
Atualizado em 13 11 2018
Fernanda Firmo
Atualizado em 29 05 2018
Rogenis Dias
Atualizado em 13 07 2017
Ari, o iconoclasta
Atualizado em 13 07 2017
Aroldo Dias
Atualizado em 14 07 2017
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 30 usuários online - Páginas visitadas hoje: 0