Sexta, 03 de Abril de 2020
POLÍCIA
Faroeste: Gabinete de desembargadora também foi alvo de operação da PF
Imagem: Reprodução
Publicado em 24/03/2020

A Polícia Federal também fez uma busca e apreensão no gabinete da desembargadora Sandra Inês Rusciollelli no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) na manhã desta terça-feira (24). A desembargadora foi presa nesta manhã durante a 5ª fase da Operação Faroeste, junto com o filho Vasco Rusciollelli, delegatário de um cartório de Alagoinhas.


A desembargadora atuava como relatora de mandados de segurança e agravos de instrumento envolvendo a disputa de mais de 300 mil hectares de terras no oeste baiano. Nas suas decisões, a desembargadora cancelava a determinação do Conselho da Magistratura, que havia reconhecido as terras como do borracheiro José Valter Dias.


As terras eram disputadas pelo borracheiro e pela Bom Jesus Agropecuária. Assim como os quatro primeiros desembargadores afastados pela Operação Faroeste, as suspeitas são de que a desembargadora Sandra Inês recebia vantagens financeiras da Bom Jesus Agropecuária para dar sentenças favoráveis no caso. Um advogado, que ainda não teve o nome divulgado, também foi preso nesta manhã de terça, na cidade de Rondonópolis, em Mato Grosso, cidade sede da empresa agropecuária.


A Polícia Federal teria chegado ao nome da desembargadora a partir de uma delação premiada de um dos investigados na primeira fase da operação.

Por: Bahia Notícias
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2020 © Todos os direitos reservados