Terça, 20 de Fevereiro de 2018
POLÍTICA
Em depoimento à Justiça, Geddel afirma que ligações para mulher de Funaro eram 'humanitárias'
Imagem: Reprodução
Publicado em 06/02/2018

Em depoimento à Justiça Federal em Brasília, nesta terça-feira (6), o ex-ministro Geddel Vieira Lima disse que telefonemas para a mulher do operador Lúcio Funaro, Raquel Pitta, eram humanitários. Ainda de acordo com o peemedebista, as ligações eram por solidariedade, e que nunca foram de ameaças. A informação é do G1.

O depoimento faz parte do processo em que Geddel é acusado de obstrução de justiça por suposta tentativa de atrapalhar a delação de Lúcio Funaro, apontado por investigadores como operador de propinas de políticos do PMDB, quando ele estava em tratativas com a Procuradoria Geral da República.

Geddel teria feito contatos telefônicos constantes com Raquel Pitta com o objetivo, segundo investigações, de impedir acordo de delação premiada de Funaro.

Ainda de acordo com a publicação, o depoimento de Geddel ao juiz Vallisney de Oliveira durou cerca de 30 minutos. Ele se negou a espondeu às perguntas do Ministério Público, seguido orientação da defesa. Ao juiz, o ex-ministro insistiu na afirmação de que as ligações para Raquel Pitta eram solidárias e explicou que nunca ofereceu vantagens.

Por: Bocão news
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 10 usuários online - Páginas visitadas hoje: 4793